Øϵ∞

by Tuca Webb

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.

      name your price

     

1.
2.
3.
4.
5.
6.
7.
8.
03:07
9.
10.
03:42
11.
12.

credits

released April 21, 2017

tags

license

all rights reserved

about

Tuca Webb Belo Horizonte, Brazil

contact / help

Contact Tuca Webb

Streaming and
Download help

Track Name: O Caso da Sociedade Química
Seu passado não poderá mais voltar,
Você perdeu todo tempo da vida por lá,
Nada é tudo que você tem pra falar,
No inferno não olhe nunca pra trás...

No fim das contas, tá todo mundo só,
As engrenagens caíram, mais uma guerra!
Track Name: Escola Superior de Vilania e Maldade
Orangotangos, escravas em bordéis,
Tudo se encaixa, menos as pessoas,
Em Fukushima, peixes com plutônio,
Tudo se encaixa, menos as pessoas,
Os dinossauros trilharam esse caminho,
Tudo se encaixa, menos as pessoas,
Sinta o grito urgir,
Veja o ódio crescer,
Sinta a cabeça expandir,
Ouça a terra gemer,
Sinta o grito explodir,
Deixa seu corpo tremer!
Track Name: O Infinito Dentro da Cabeça
Eu me transformei em pensamento,
Pra caber no mundo das idéias,
Onde há caminhos pro infinito,
Um lugar sem nenhum relógio..

O verdadeiro corpo está morto,
Na confusão de todas as memórias.
Track Name: Nem Deuses, Nem Astronautas
Nossos heróis não se vendem pra lutar,
Nossos heróis cometem erros e morrem bem cedo,
Nossos heróis não usam capas, nem podem voar,
Nossos heróis respeitam o medo e encaram o tempo.

Os heróis não são reaças,
Os heróis estão nas praças!
Track Name: Borboleta Nas Ruínas
Não vi o inverno chegar,
Meus olhos tão secos demais,
Sem sonhos todos ficam loucos,
Uma vida inteira pra trás,
Descubro que tô no abismo,
As cores todas foram mortas,
Estrelas são muito distantes,
Nem toda pergunta há resposta.

Ninguém sabe o que vai dizer,
Como viver, o que mais fazer...
Track Name: Trilha de Pó Galáctico
A fotografia está perdida,
Não há nada, não há mais ninguém,
Murmurar a letra de uma canção,
Era muito forte pra se matar,
Salamandras comem todo resto,
Supernovas incendeiam tetos,
Vida e morte são abstrações,
Essa história tem que acabar...

Colapso de duas estrelas,
Chuva de meteoritos,
Invenção de um cometa,
Água de constelação.
Track Name: Fantasmas Na Máquina
Daquela vez que estive aqui,
A gente não se despediu,
No nosso rosto havia medo,
Areia escorreu pelos dedos,
Você não viu quando partir,
Meu coração se dividiu,
Atropelamos nosso tempo,
Tudo se foi como o vento...

Eu fugi da sua cabeça,
Eu não sou o seu brinquedo.
Track Name: Transmutador
Não acredito em super-herói,
Nem paletó e gravata,
Você é como os outros,
Os outros não são reais...
Eu não gosto de telejornal,
Nem de arma com policial,
Você é como os outros,
Os outros não são reais...

Me sinto livre, eu sigo andando...
Track Name: As Teorias do Homem Invisível
Anda sozinho de madrugada,
Vive de porre, tá de ressaca,
Um gosto ruim desce na boca,
Caiu uma barata dentro sopa,
Passou a vida só delirando,
Canções perdidas foi maquinando,
Não sobrou nada dentro de ti,
Não entendo nada, nunca entendi.

Você não tem herança, só vive sem dinheiro,
Você não fez poupança, nem tem um bom emprego...
Você não tem herança, você não fez poupança!
Track Name: Quarto Mundo
Medíocres governam,
Babacas espancam,
Os pretos são presos,
Os índios são mortos,
Canalhas exploram,
Escravos se curvam,
Um rico faminto,
Um pobre fodido...

Tudo parece tenso, pessoas vem e vão,
A realidade mostra sua cara!
Track Name: As Lendas da Terra Morta
Vago pelos dias,
Me escondo pelas sombras,
Quem tava comigo
No abismo do vazio,
Numa trilha fugidia,
Que não mais nos assombra,
Foi-se embora a esperança,
Não teremos outra dança.

Eu me sinto só...
Track Name: A Rua de Catástrofes
A trilha vai direto ao precipício,
O mundo tá na beira do abismo,
Nosso animal foi ferido,
Muito de nós acordaram no hospício,
Netos da geração silenciosa,
Herdeiros dessa selva tenebrosa,
Todos heróis já foram embora,
Não sobrou mais nada pra inventar outra história.

Tudo indo abaixo,
O buraco é mais em baixo!